Carta zen 51 – LIBERTAS QUAE SERA TAMEN

Olá amigos,

recebi esta carta que fala muito do universo feminino. Fala dos nossos medos e angústias após séculos de repressão!

Espero que sirva de reflexão para todos nós. Precisamos mudar!

Carmem,

tenho 39 anos,  casei virgem aos 22. Sempre muito séria, tímida,  honesta, trabalhadeira, porém meio depressiva. Filha de pai rígido, sempre com muita fé em Deus e sempre aconselhada a desenvolver mediunidade desde os 15 anos. Hoje já faço isso. Mas estou passando um momento, há 3 anos, muito ruim… depressivo – parece que parei no tempo, emocionalmente falando, depois do meu divórcio.

Agora, tem alguém que diz me amar muito. Mas ele tem 62 anos e estou em dúvida e medo. Que faço? preciso de seu conselho.

Cara leitora,
você me diz que é Timida pois teve um pai repressor que não deixou que você fosse livre. Parece que se acostumou a ter sempre alguém a lhe dizer o que deve fazer da sua vida. Saiu do pai, caiu no marido e depois que ele se foi, ficou deprimida, pois não sabe ser livre. Agora tem dúvidas se deve ou não se casar novamente!
Como assim, amiga????Não há dúvidas quando a gente ama!!!!!!Será que você não está querendo, novamente, alguém para te dizer o que fazer na vida? Mais um “marido/pai?”
Nem eu, nem ninguém vai pode dizer a você o que fazer. Sabe porque? Sei lá se você dá conta de enfrentar a vida sozinha! Talvez precise de um homem/pai para o resto da sua vida, pois se acostumou a ser assim desde pequena!
Sei lá se está disposta a enfrentar seus medos e usufruir da sua liberdade!
Só você poderá decidir!
Pense bem!
Beijo grande!
Carmem Farage
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s