Carta zen 52 – A inveja

Woman looking jealously at another woman's broochUm dos sete pecados capitais, a inveja é uma das energias mais destrutivas que podemos observar naquele que a possui.

O invejoso é aquele que não sabe limitar seus desejos. Aquilo que ele não possui o tortura a ponto de negar aquilo que tem para desejar o que o outro tem.

Nossa sociedade, estruturada como está, leva à inveja, tornando esse sentimento negativo tão comum que passamos a achar que é normal! Mas não. A inveja consome quem a sente, podendo levar a pessoa a atos muito destrutivos. O mundo capitalista e consumista faz com que as pessoas queiram ter e ser mais e mais, sem limites.

Podemos separar a inveja em material e em moral. Na inveja material, queremos ter o que o outro tem e, na moral, queremos ser o que o outro é. Esta, a mais dolorosa das duas, pode ser, às vezes, muito sutil, fazendo com que o invejoso ambicione secretamente as qualidades de alguém a quem ele admira secretamente.

O que é material pode ser comprado ou roubado, mas como tirar de alguém uma qualidade? Então o invejoso passa a imitar – numa tentativa insólita de ser o que não é e que o deixa sempre muito infeliz, mal-humorado e raivoso com a vida. Essa energia negativa volta contra a própria pessoa, fazendo mais mal ao invejoso que ao invejado, envenenando corpo e mente.

A insatisfação generalizada causada pela inveja trará sentimentos e atitudes indesejáveis na vida do indivíduo: o ódio, o ciúme, a alegria com a desgraça alheia, o desconforto com o sucesso alheio, a maledicência, a calúnia, a imitação e o roubo.

As consequências disso serão mágoas, tristezas, lamentações, nostalgias, desprezos, indignações, urgência em satisfazer suas vontades – descontentamentos em geral. Um lista horrível de energias tão negativas que – não preciso dizer – acabam com a pessoa, podendo trazer doenças físicas a médio prazo.

Nossa sociedade de consumo que cria pessoas mais interessadas em comprar e acumular bens materiais produz em massa invejosos que se vitimam diante da “má sorte” e desejam a “sorte” do outro.

A vitimização produz na pessoa um desejo de vingança que é causador de grandes acúmulos kármicos, cuja queima gera muito sofrimento – ou seja, quando ela precisar resgatar esses karmas, sofrerá muito. Muitas vezes, as causas vem de vidas passadas e permanecem com a pessoa ao longo das vidas sem que ela possa decifrar em si as origens de tanto mal-estar.

Entre os Karmas que observamos naqueles que geraram a energia de inveja (os invejosos), podemos citar: perder bens materiais de forma inexplicável, perder a fama, sofrer ataques à conduta moral, ser vítima de calúnias ou de processos judiciais, ser roubado, ser incapaz de expressar suas qualidades pessoais.

Para lidar com essa energia, o invejoso deve tomar consciência do que há de inconsciente em suas emoções negativas. Por meio do autoconhecimento, com auxílio terapêutico, pode-se debelar o mal. É preciso ainda desenvolver em si a visão espiritualista da vida e dos propósitos superiores da existência humana para que se possa sanar o desejo de vingança e a sensação de que se é vítima do destino.

Hoje, as terapias mais modernas, aderidas à cura quântica, dão conta de levar o indivíduo não só às origens de seu mal-estar como também de retirar da mente os resquícios energéticos que contaminam a vida da pessoa, cessando a corrente negativa.

Afastar a inveja é fundamental, pois o indivíduo tomado por ela – mesmo a mais sutil – volta contra si mesmo, impedindo que seus potenciais se desenvolvam e, consequentemente, estagnando o processo evolutivo da alma.

Carmem Farage

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s